Muitas vezes ficamos sem ideia na hora de arrumar o cabelo para ir a um evento. E já que maio é o mês dos casamentos, hoje trouxe para vocês várias inspirações de penteados para noivas, madrinhas e convidadas. Tem sugestões para todos os tipos de cabelo, curto, longo, liso, ondulado! Vem ver:


Qual você mais gostou?

beijos, Fran Gabrielli

De uns tempos para cá comecei a rever meus conceitos sobre o meu consumo de roupas. Sim, eu sempre fui muito compulsiva e comprava sem ao menos pensar se aquilo iria combinar com meu estilo ou com outras roupas que eu tinha no armário. Resultado: várias roupas que sem usar e na hora de sair o dilema de não ter roupas que me agradassem.

Então esses dias vi o projeto do armário cápsula e me interessei. Para quem não sabe o que é, consiste em ter um armário com poucos itens, alguns essenciais que nunca saem de moda e outros atuais. Basicamente, ter poucas roupas, mas que sejam muito legais e que deem para criar diversos looks.

Algumas regrinhas para você começar a montar o seu armário cápsula:

1- Primeiramente você deve  identificar o seu estilo. Eu por exemplo, quando comecei a pensar nisso, abri meu armário e percebi que minhas peças estampadas sempre ficavam em último plano. Na hora de me vestir eu sempre escolhia peças lisas e cores sóbrias. Então cheguei a conclusão que peças estampadas e coloridas eu acabo não usando, então não tinha porque comprá-las. Faça isso na sua casa, dê uma olhada no que está encostado lá no seu armário e desapega! (ah a palavra desapegar é essencial para quem quer ter um armário cápsula).

2 – Selecione as cores que você mais gosta e que combinam com o maior número de peças possíveis. É importante ressaltar que um armário-cápsula pode sim ter cores, estampas e não necessariamente precisa contar apenas com cores neutras. Vai depender do estilo de cada um.

3 –  Priorize roupas clássicas e que nunca saem de moda. Exemplos: Blazer preto, camisa branca, calça jeans básica, jaqueta de couro, saia lápis. E outra coisa, opte por coisas de qualidade, para que durem muito tempo.

4 – Looks chave: Pense em produções que você ama usar, de acordo com as suas atividades básicas, humor, ocasiões especiais. Ou seja, leve em conta seu estilo de vida ao selecionar as peças. Se você adora balada, seu armário-cápsula vai ser diferente de uma mulher que trabalha em um escritório e passa os fins de semana na praia, por exemplo.

5 – Normalmente um armário cápsula consiste em limitar o número de peças de roupas (normalmente entre 30 e 50). Isso vai te ajudar a otimizar o que você tem e ajudar a criar mais combinações, evitando o consumo por impulso.

Exemplos de armário-cápsula:

E aí meninas o que vocês acharam dessa ideia?

beijos, Fran Gabrielli

Mês passado foi nossa primeira viagem longa com a Alice. Fomos para Bahia visitar meus sogros e aproveitar para curtir uns dias de descanso na praia. Foi bem diferente encarar um voo longo com um bebê de quatro meses. Primeiro começa com a mudança que temos que levar né! Sério parece que estávamos mudando de cidade de tanta coisa que levamos rsrsrs..

Ida:

Escolhemos o voo de Floripa a Ilhéus com uma conexão curta (1 hora e 30 minutos) em Brasília. Saímos de Floripa às 8:00 e chegamos em Ilhéus às 13:30 hrs. A Alice dormiu quase o tempo todo nos dois voos. Na conexão ela ficou elétrica querendo ver tudo, era muito engraçado a carinha dela. Posso dizer que os voos foram bem tranquilos. Contudo, nosso destinho final era Vitória da Conquista, que fica a 4 horas de carro de Ilhéus. Aí esse trajeto não foi tão fácil. Ela chorou, não queria ficar no bebê conforto do carro. Tivemos que parar umas 2x para dar mamadeira. Então as 4 horas se transformaram em 6 horas cansativas para todos. Se eu fosse fazer essa viagem novamente, dormiria em um Hotel em Ilhéus e somente no outro dia, encararia uma viagem de carro. Mas vivendo e aprendendo né!

Volta:

A volta foi bem mais tranquila. Isso porque foi feita em etapas, ou seja, saímos de Vitória da Conquista, chegamos em Ilhéus e ficamos 5 dias descansando em uma casa de praia.  Nosso voo de Ilhéus saiu as 13:30 e chegamos em Floripa às 23:00. A conexão da volta foi bem longa, ficamos 5 horas em Congonhas – São Paulo, mas como é um aeroporto grande deu para matar o tempo andando com o carrinho de bebê  pra lá e pra cá e deixando a Alice feliz (ela adora passear de carrinho). No voo para Floripa ela dormiu o tempo todo.

Trocas de fraldas:

Como os voos era curtos (em média duas horas), aproveitava para fazer a troca de fralda no fraldário do aeroporto, que é mais confortável e usava o trocador portátil em cima. Só em um dos voos fizemos a troca da fralda no banheiro do avião, porque não dava para esperar chegar no aeroporto (se é que me entendem kkkk).

Bagagem:

Definitivamente foi a viagem que mais levei tralhas. Levamos bebê conforto, carrinho e uma mala enorme.  O bebê conforto despachamos no check-in, o carrinho só na porta do avião. Na cabine, levamos 2 mochilas e uma bolsa com trocador portátil, mamadeiras, duas peças de roupas para algum imprevisto e lenço umedecido.

Viagens longas são sempre cansativas, e com um bebê a coisa fica pior… Mas eu acho que vale a pena quando chegamos no destino. Além disso, como gostamos de viajar, já estávamos nos preparando para isso!

E falando um pouquinho de Ilhéus. Ficamos em uma casa (que foi alugada) no Condomínio Mar e Sol. O lugar era lindo, praia paradisíaca e quase particular. Algumas fotos para vocês terem ideia do lugar:

beijos, Fran Gabrielli