Gente não sou nutricionista, mas depois que virei mãe, o assunto comida saudável começou a fazer parte do meu dia a dia rsrs… Então estou sempre a procura de receitas fáceis e saudáveis para fazer para a Alice.  Vou compartilhar com vocês algumas que gosto bastante, vamos lá?

1 – Danoninho Caseiro com inhame – idade recomendada – a partir dos 6 meses

Essa receita já é bem conhecida por algumas mamães. Eu conheci através do livro que comprei da nutricionista Aryane Steinkopf. Já fiz algumas vezes e deu super certo! Fica gostoso e o melhor de tudo é que somente com ingredientes naturais, nada de conservante e açúcar (como o danoninho do mercado, por exemplo).

Ingredientes:

  • 1 inhame pequeno picado
  • fruta de sua escolha (pode ser 4 morangos ou 1/2 manga ou 1 caqui ou 1/2 mamão).

Fonte: pinterest

Cozinhe bem o inhame, até que ele fique bem macio. Após cozido, coloque ele ainda quente no liquidificador e bata com a fruta. Dá para congelar por até 30 dias. Essa receita rende até uns 3 potinhos de 120 ml.

2 –  Banana Congelada com Mirtilo – idade recomendada – a partir dos 6 meses

Essa receita quem me passou foi a pediatra da Alice e é ótima para os dias mais quentes, pois fica tipo um sorvete.

Ingredientes:

  • 1 xícara de café de mirtilo
  • 2 bananas nanicas ou prata congeladas
  • 1 colher de sobremesa de suco de limão

Descasque as bananas e corte em pedaços pequenos. Coloque para congelar juntamente com os mirtilos. Depois de congelados é só bater no liquidificador juntamente com o limão. Rende bem e dura até 30 dias no congelador.

3 – Panquequinha nutritiva de banana – idade recomendada – a partir dos 9 meses

Essa receita é do livro @comidinhasdaDiana (segue ela no insta, tem várias dicas de alimentação infantil). É ótima para o café da manhã ou lanchinho da tarde.

Ingredientes:

  • 1 banana bem madura amassada (de preferência nanica ou caturra)
  • 1 ovo (para alérgicos ao ovos, substituir por chia hidratada)
  • 1 colher sopa de aveia
  • 1 colher de farinha de linhaça
  • 1 colher de farinha de arroz integral

Fonte: Comidinhas da Diana

Misture todos os ingredientes e faça discos pequenos (estilo panqueca americana) numa frigideira antiaderente em fogo médio. Vire para dourar os dois lados. Rende aproxidamente 7 panquequinhas.

4 – Purê de damasco com ameixa – idade recomendada – a partir dos 6 meses

Essa é super simples, mas fica muito saborosa. Além disso, é ótima para quando os bebês estão com o intestino preso.

Ingredientes:

  • 4 damascos secos cortados em pedaços
  • 4 ameixas secas sem caroço e cortadas em pedaços

Coloque os damascos e as ameixas em uma vasilha e adicione 250 ml água filtrada. Deixe de molho nessa água de um dia para o outro. No outro dia, transfira os ingredientes juntamente com a água para uma panela e cozinhe por 15 minutos, mexendo de vez em quando, até amolecer. Depois é só amassar com um garfo até obter um purê. Também pode ser congelado por 30 dias.

Vocês têm mais alguma receita para compartilhar? Deixa nos comentários!

beijos, Fran Gabrielli

Para quem me acompanha no instagram (@franbgabrielli) viu que na semana passada chegaram as compras que fiz dos Estados Unidos usando o serviço de redirecionamento de Miami para mamães. E já que várias pessoas vieram me perguntar como funcionava, resolvi fazer esse post para explicar direitinho.

Como funciona:
  1.   Eu faço minhas compras diretamente no site da loja (exemplo Carter’s)  com o meu cartão de crédito (é necessário ter um cartão de crédito internacional) e na hora de finalizar, utilizo o endereço para entrega do Miami para mamães.
  2.  Após finalizar todas as compras envio um email para a Greice ([email protected]) com a relação de todos os itens comprados e o valor total da compra.
  3.  Acompanho a entrega dos produtos pelo código de rastreio que as lojas me passam e quando todas as compras foram entregues, envio um email avisando que ela já pode incluir meu pedido na lista de montagem.
  4.  Pago o serviço e o frete para ela encaminhar minhas compras para o Brasil.

 

Quanto custa:

Depende do valor da compra. Compras até U$ 150,00 a taxa é de U$ 20,00. Compras acima de U$ 150,00 você paga 15% do valor da compra (lembrando que esses valores são de agosto de 2017). O frete é por peso, então também vai depender do tamanho da sua caixa. Mais informações no site.

Tempo de entrega:

Minhas compras foram realizadas no dia 22 de agosto no site da Amazon e da Carter’s. No dia 2 de setembro foram postadas para o Brasil e chegaram na minha casa no dia 19 de setembro.

Compensa:

E aquela pergunta que todo mundo quer saber: compensa importar?  Bom eu achei que sim, mesmo com o dólar alto e as taxas, achei que valeu a pena. Claro que algumas coisas mais e outras menos. Lembrando que minha caixa não foi taxada pela alfândega. Além da questão do valor, eu gosto de comprar nos Estados Unidos pelo fato de encontrar várias roupinhas e acessórios diferentes que não achamos por aqui.

Para vocês terem uma ideia de valores: Lancheira Skip Hop custou R$ 76,00 com fretes e taxas. No Brasil ela está sendo vendida a R$ 120,00 a R$ 130,00.

O bom é sempre ficar de olho nas promoções. Às vezes dá para conseguir descontos de até 70%.

Minhas compras:alt=””

Espero que vocês tenham entendido como funciona! Qualquer dúvida, no site De Miami para Mamães tem maiores informações e serviços.

Para quem estiver de viagem marcada, não deixe de ler o post Compras em NY – enxoval de bebê.

beijos, Fran Gabrielli

Fazer o enxoval do bebê é uma delícia, uma das partes que mais gostei na gravidez. Dá vontade de comprar tudo, ainda mais quando se é mãe de primeira viagem. Contudo, hoje em dia se eu fosse fazer outro enxoval mudaria várias coisas. Para ajudar as futuras mamães, fiz uma lista de alguns itens que considero essenciais em um enxoval de bebê e outros que deixaria para comprar depois, caso eu sentisse necessidade. Lembrando, que isso é uma opinião minha, baseada na experiência que tive em casa como mãe. Vamos lá?

Itens que considero essenciais e que usei e uso muito:

1 – Bodys

Acho que é o que não pode faltar no guarda-roupa do bebê. Manga longa ou manga curta? Isso depende da época do ano em que seu bebê vai nascer. Como Alice nasceu no auge do verão (5 de janeiro) eu sei muitos bodies de manga curta. Evite aqueles que possuem botões atrás, pois podem machucar. Outra coisa legal (mas não essencial) é que eles tenham três botões embaixo, porque ficam mais certinhos com a fralda.

2 – Culotes

Fui descobrir o que era isso quando fiquei grávida rsrsrs… Uns chamam os culotes de mijões ou outros de calças. Assim como o body ele também é peça essencial no guarda-roupa do bebê. Ele pode ser com o pé ou sem. Eu prefiro aquele que é sem pezinho, pois dá para usar por muito mais tempo. Minhas marcas preferidas para bodies e culotes são a Carters e Malhas Lion (marca daqueles pijaminhas caneladinhos bem baratinha).

3 – Macacão ou Tip Top

Quando a Alice nasceu usei muito pouco tip top, já que estava muito quente. Mas no inverno foi a peça de roupa que ela mais usou. Acho que deixa o bebê quentinho e confortável. Além disso, é muito mais prático do que ficar colocando calça e casaco.

4 – Casaquinhos de malha ou lã

Os casaquinhos são ótimos para aqueles dias de primavera ou outono em que as temperaturas oscilam bastante. Opte pelas lãs antialérgicas, já que a pele do bebê é muito sensível.

5 – Paninhos de boca e fraldas

Usei e uso muitoooo! Esse é um dos itens multiuso. Você usa para limpar o bebê, apoiar o rostinho dele quando ele é colocado para arrotar e para secá-lo na hora do banho, já que as toalhas felpudas não são indicadas para a pele do recém nascido. Todos os que comprei são da loja Dengo de Vó. (indico!)

6 – Carrinho de bebê e bebê conforto

O carrinho de bebê para mim foi um item fundamental. A Alice dormiu nele até os 3 meses e depois desse período usamos muito para os passeios. O bebê conforto é obrigatório para transportar o bebê no carro, por isso acho essencial. Além disso, ele vai ser utilizado até o bebê ter 13 kilos. Hoje existem muitos modelos de carrinhos que já vem com o bebê conforto. O meu é o modelo click conect da Graco (super indico).

7 – Apoio de cabeça

Para usar tanto no bebê-conforto quanto no carrinho. Impede que o bebê fique balançando muito a cabeça, principalmente até os três meses, quando ainda não detém o movimento da cabeça.

8 – Cortador de unha

O cortador de unha, em tamanho apropriado para bebês, é essencial. Incrível como as unhas dos bebês crescem! (queria que as minhas crescessem assim rsrs…). Quase toda semana temos que cortar as unhas da Alice, porque senão ela acaba se arranhando.

9 – Trocador Portátil

Quando você sair com o bebê e precisar trocá-lo fora de casa vai saber como é a higiene dos trocadores públicos, né? Além disso, é muito útil na casa dos amigos, no carro. Enfim você vai usar muito! O meu é da Dengo de Vó.

Itens que para mim foram desnecessários:

1 – Bolsa do bebê

Eu até comprei, mas acabei não usando. Comprei uma mochila na Zara e acabei adotando como a bolsa de levar as coisas da Alice no dia a dia. Assim não preciso levar uma bolsa para mim e outra para ela. E se for para passar mais dias fora de casa, uso mala normal mesmo. Mas isso é uma coisa bem pessoal, sei que tem mães que adoram!

2 – Aspirador Nasal

Comprei, mas até hoje nunca usei e já vi várias mães falando que também nunca usaram. Muito mais fácil limpar as caquinhas do bebê com cotonete.

3 – Babá Eletrônica

Esse é um item polêmico, porque tem muitas mães que usam muito. A minha dica é esperar o bebê nascer e ver como vai ser a rotina da família. Até os 6 meses é recomendado que o bebê durma em um berço/moisés no quarto dos pais o que a torna dispensável e durante o dia se você morar em um ambiente pequeno ela também se torna inútil, já que certamente vai ouvir o choro do bebê. Aqui em casa compramos, mas até o momento utilizamos muito pouco.

4 – Sapatinhos

Sapatinho de bebê é a coisa mais fofa do mundo. Só que, a verdade é que a gente não usa! Não adianta nada comprar sapatinhos para bebês até três meses de idade. Vai ser um saco de colocá-los no pezinho do bebê, eles vão se irritar com o negócio, vão querer tirá-los. Só serve mesmo para bater uma foto! Eu prefiro aquelas meias que são estilo sapatinhos (a puket tem vários modelos desses).

5 – Luvinhas

Com certeza você vai encontrar em listas na internet a necessidade de levar para a maternidade luvinhas. Isso evita que os bebês se arranhem. Mas nada como uma lixinha ou um cortador de unha para solucionar o problema. Ainda mais, no calor. Além disso, não acho que seja confortável o bebê ficar o tempo todo de luva. Imagina você ficar com as mãos presas o tempo todo?

6 – Bomba de tirar leite

Eu comprei duas bombas de tirar leite: uma manual e uma elétrica. Contudo, não tive sucesso na amamentação e acabei não usando nenhuma das duas. Por isso, acho que é outro item que vale a pena você esperar para ver se vai precisar.

7 – Sling

Também é polêmico, pois há muitas mães que amam. Mas eu não me adaptei a ele e não usei nenhuma vez. Sugiro que você antes de comprar pegue emprestado de alguma amiga e faça o teste se vai se adaptar.

E aí mamães quais itens vocês mais usaram? Compartilhem suas experiências?

beijos, Fran Gabrielli